Saúde: Interação online através de aplicativos móveis é a tendência na relação entre profissionais de saúde e pacientes

27-10-interacao-online-blog-palmadamao

Relacionamento entre pacientes e profissionais de saúde através de aplicativos personalizados, redes sociais ou e-mail é uma nova realidade nos dias atuais.

Amigo leitor do Blog Na Palma da Mão, sabemos que estar conectado e utilizar da tecnologia dos smartphones está tão comum nos dias de hoje que é impossível pensar em nosso cotidiano sem aplicativos e redes sociais. E essa interação e conectividade também chegou no âmbito da saúde.

A união de dispositivos móveis e saúde é conhecida como Mobile Health, uma tendência que busca diminuir barreiras entre a população e os serviços de saúde.

Se no passado, entrar em contato com o profissional (médico, dentista, psicólogo ou de outra área) para sanar uma dúvida sobre o tratamento ou comunicar algum problema estava a uma ligação de distância ou dependia de disponibilidade na agenda do profissional, agora isso está mudando: o paciente tem o consultório/clínica Na Palma de sua Mão. Essa interação possibilita que o paciente tenha suas dúvidas sanadas, receba dicas de saúde, realize agendamento de consultas, conheça com maiores detalhes os profissionais do consultório/clínica e sua formação, converse com o atendente através de chat, ou seja, tudo que precisaria resolver pessoalmente é facilitado por alguns cliques na tela do seu dispositivo móvel.

Uma pesquisa realizada pela Escola Norte Americana de Medicina Pública Johns Hopkins Bloomberg, na qual foram entrevistados mais de 4,5 mil clientes de uma farmácia, apontou que cerca de 50% deles gostariam de interagir com seus médicos através de aplicativos e mídias sociais. Pacientes com doenças crônicas ou pessoas responsáveis pelo cuidado de parentes se mostraram os mais assíduos nas ferramentas virtuais para tirar dúvidas, e 57% dos pacientes informaram que gostariam de receber dicas de saúde de seus médicos.

Hoje, cresce a preocupação da população em cuidar da sua saúde, e muitos aplicativos e recursos estão sendo desenvolvidos para ajudar, visando informar sobre alimentação, exercícios físicos e facilitar a comunicação entre consultório-paciente. Alguns profissionais veem essas aplicações com desconfiança, mas quem já está utilizando tem a oportunidade de dar mais atenção aos seus pacientes, prestando um serviço e atendimento de qualidade, sem perder a agilidade necessária nesta época de evolução constante.

O Centro Integrado de Oncologia e Pesquisa – CIOP, localizado em Poços de Caldas/MG, é um exemplo que aproveita seu aplicativo personalizado para estreitar o relacionamento entre pacientes e médicos. Para o Dr. Tobias Engel Botrel, que está à frente do CIOP, muitos são os pontos positivos, pois é possível manter os pacientes informados com dicas de prevenção, alimentação, direitos dos pacientes oncológicos (ex: relacionados à FGTS, imposto de renda etc), tratamentos inovadores, além de sanar dúvidas do dia a dia, facilitando o papel do médico em orientar de forma rápida caso apareçam sintomas que estejam evoluindo de maneira preocupante. “Quando interagimos com os pacientes, perguntando como podemos ajudá-los ou mesmo informando a eles que devem ir ao hospital, é possível perceber que eles se sentem mais seguros”, diz Dr. Tobias.

Para Dr. Darien Lepper, Diretor da Real Ortoclínica, a interação através do aplicativo personalizado de sua clínica facilita muito o agendamento de consultas, pois otimiza o tempo de todos. “Para nós, que estamos no Rio Janeiro, é necessário pensar que existe uma grande dificuldade de deslocamento. Marcar uma consulta odontológica, chegar ao consultório e ser atendido significa gastar várias horas e, neste caso, a interação faz muito sentido, pois poupa tempo do paciente e abre horários nas agendas de nossos profissionais.”

Pensando no mundo dos negócios, colocar sempre o cliente em primeiro lugar é uma estratégia que ganha cada vez mais força e que está em total sintonia com as melhores práticas e com o que há de mais moderno na gestão de saúde.

No meu entendimento, as pessoas utilizarão cada vez mais novos formatos de comunicação, como apps, mídias sociais e outras novas tecnologias que estão por vir, e irão solicitar a presença dos profissionais de saúde nessas plataformas. Estar presente nesses canais e estreitar o relacionamento é uma estratégia decisiva para fidelizar os pacientes e alavancar resultados, aumentando a notoriedade do consultório/clínica. Elevar o nível de atendimento através dessas novas tecnologias pode ser fundamental para conquista de espaço e reputação.

A título de curiosidade, é legal citar nesse texto uma forma de pensar de Jeff Bezos, fundador da Amazon. Ele diz que devemos investir energia naquilo que temos certeza que não vai mudar nos próximos anos. E você sabe o que não vai mudar? A necessidade das pessoas por informações cada vez mais rápidas e a busca por serviços a um custo cada vez menor.

Meu amigo, para que um consultório/clínica seja lembrado como referência será necessário, além de qualidade nos serviços prestados, ter inovação, ou seja, estar presente na Palma da Mão de seus pacientes.

Se você curtiu esse post, deixe seu comentário aqui. Assim, me sinto motivado a produzir mais conteúdo como esse.

Se está buscando informações para desenvolver um aplicativo personalizado para clínica ou consultório te convido a acessar : App de Saúde

E siga o Blog Na Palma da Mão nas mídias sociais, onde compartilho ideias sobre tecnologia mobile, aplicativos, marketing digital e empreendedorismo.

Clique aqui para acessar nosso Facebook

E aqui para nos acompanhar no Instagram

Forte abraço!

 

 

Article by Andrei Faria

Andrei Faria, idealizador e CEO do Grupo eWorld, formado em Propaganda e Marketing quis provar que a tecnologia não é algo somente de diversão, e muito menos um mal a ser evitado, por isso desenvolveu plataformas facilitadoras e aplicativos para smartphones de cunho educacional, comercial, agronegócio, saúde, religioso e palestras para aproximar e estreitar laços dos usuários com toda a família.

Comments: no replies

Join in: leave your comment